quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Existência ...


“Eu me revolto, logo existimos”, dizia o escravo. A revolta metafísica acrescentava então o “estamos sós” em que ainda vivemos atualmente. Mas se estamos sós sob o céu vazio, se, portanto, é preciso morrer para sempre, como podemos realmente existir?"

Nenhum comentário: