quinta-feira, 28 de outubro de 2010

O tempo


Sei que há em toda circunstância
alguma espécie de dádiva
que o meu coração,
tantas vezes míope,
não consegue enxergar bem, de longe.
O tempo, (...)
aproxima as lições.(...)
A minha vida reverencia
essa sabedoria. Não sei nada,
na maioria das vezes
não entendo nada,
mas eu tenho fé.

Nenhum comentário: